terça-feira, 22 de dezembro de 2015

O Buena Vista Social Club Vai Acabar – Vá logo para Cuba

Toda semana trago uma família para desempilhar por aqui e, esta semana de fim de ano resolvi chamar o maridão para escrever sobre algo que ele ama: Cuba. Espero que gostem e que se inspirem com a bela ilha de mares transparentes e gente talentosa.

O Buena Vista Social Club Vai Acabar 

e esta é daquelas notícias que você torce para nao ser verdade, o Buena Vista Social Club está fazendo sua ultima turnê e vai deixar os palcos, talvez ainda grave ou continue existindo com novos músicos mas a formação atual já não estará mais reunida.


Buena vista social club Cuba Havana
A reunião de músicos Cubanos residentes em Havana e praticamente esquecidos por muitos foi reunida por Ry Cooder e, em 1998, um documentário sobre a banda foi indicado para o Oscar e aclamado pela crítica.

Quando me perguntam que música eu gosto eu respondo que gosto de boa música, posso escutar qualquer ritmo desde que a música seja boa, ultimamente isso significa que a maioria dos músicos que escuto já está vendo o mato crescer pela raiz há muito tempo.

Acho que a comercialização está destruindo alguns ritmos, o rock por exemplo tem somente mais alguns anos de produção e está morrendo pois nenhuma gravadora quer mais lidar com drogados e arrumadores de confusão, essa imagem não ajuda a vender sabão para roupas e frango congelado na hora da novela, é muito mais fácil cuidar da carreira de um tipo sem graça, bom moço e tão bonzinho que eu até deixaria ele de babá do meu filho, do que de um novo Jimi Hendrix.

O Jazz talvez seja um dos únicos ritmos que não sofre muito diretamente essa má influencia da comercialização, talvez porque para ser músico de Jazz existem duas opções: estudar muito (assista WHIPLASH) ou nascer gênio, o Jazz não suporta medíocres. O Buena Vista foi se renovando, com a velhice e a morte dos músicos originais e trouxe uma série de novos nomes para o Jazz como o pianista Roberto Fonseca. (www.robertofonseca.com)

Eu pude ver o Buena Vista duas vezes, uma no Brasil com a formação praticamente original com Ibrahim Ferrer (já morto), Ruben Gonzalez, Eliades Ochoa e Omara Portuondo e outra em Cuba no Hotel Nacional com uma formação menor, esta última pude dançar Chan-Chan junto com a minha esposa e o meu filho.

Buena vista social club Cuba Havana

Lembro que uma vez assistindo ao Manhatan Connection na época do Nelson Motta e do Paulo Francis eles estavam discutindo sobre a Billie Holiday e o Paulo Francis disse “ a Billie Holiday não é mais música, é um documento”. É o mesmo que eu penso (fácil copiar um gênio como o Francis), o Buena Vista não é musica é um documento, assim como visitar Cuba nao é visitar um destino, é visitar um documento que está lá quase intocado aberto para ser explorado.

Eu poderia visitar Cuba e ficar 1 mês fumando charuto e escutando música ao vivo praticamente de graça pois a música das ruas carrega sentimento, a música em Cuba, para mim, é a grande protagonista do documento.

Falando com um amigo Cubano que mora em Miami ele se disse preocupado com a abertura que esta acontecendo em Cuba pois ele não gostaria que Cuba se transformasse em uma nova Porto Rico (terra dos Menudos).

Buena vista social club Cuba Havana

Eu demorei para entender por que ele disse isso sabendo do estado de pobreza e de todos os problemas de Cuba e, de verdade, só fui entender o que ele disse agora aqui escrevendo. Eu gostaria de continuar indo para Cuba e escutar coisas como esta:

“Mueren ya las ilusiones del ayer

Que sacié con lujurioso amor

Y mueren también con sus promesas crueles

La inspiración que un día te brindé



Con candor el alma entera yo le di

Pensando nuestro idilio consagrar

Sin pensar que ella lo que buscaba en mí

Era el amor de loca juventud”


Acho que o meu amigo tem o mesmo medo que eu, o de um dia estar pelas ruas de Havana e escutar:

“niña, niña, asi me matas”

Obrigado Buena Vista Social Club.


PS: Vá para Cuba, antes que o documento acabe e você visite um destino comum.

Veja mais sobre Cuba:

6 comentários:

  1. Poxa, Tati essa notícia é mesmo triste... Eu adoraria conhecer Cuba e vê los ao vivo, mas realmente não sei se dará tempo :(

    ResponderExcluir
  2. quero ir pra Cubaaaaaaaaaaa !!!!
    Beijocas
    Li

    ResponderExcluir
  3. Tenho que confessar que não conhecia o grupo, aí joguei o nome no youtube e estou aqui me deliciando com a música deles.
    Tati, como sempre, obrigada por me apresentar algo novo. Que delícia de músicas, me senti num filme, me senti bailando .....
    Adoro dançar, eles agora estarão em minha playlist!
    Beijocas
    Li

    ResponderExcluir
  4. Nada é para sempre... que dó dó que dó... Cuba sua linda!

    ResponderExcluir
  5. Fiquei triste com essa notícia, especialmente pelo o que o grupo representa! Quero MTO conhecer Cuba!!!! E agora ela foi pro topo da minha lista! Beijos, Julia

    ResponderExcluir
  6. Poxa que texto bonito e inspirador! Parabéns!

    ResponderExcluir